10 de abril de 2009

34+1, de 6 em 6 horas

este ano "faz 35 anos" que a ditadura foi "irradicada"do nosso pais. irradicada como a poliomite ou a varíola. no entanto, e de acordo com as indicações do famaceutico, devemos sempre vacinar as crianças contra estas doenças. para garantir possíveis surtos...
da mesma maneira que há 35 anos começámos a ser "livres", também de vez em quando deveremos ser vacinados contra possíveis acessos de ditadorismo esporádico que por aí rasa, com potenciais focos de contaminação nas ditas "agencias de modernização". começam devagarinho, by the book, imaculadas. depois lentamente vão impondo normas de conduta, aspectos de postura pessoal, condicionamento das relações inter-profissionais; vão ameaçando com os castradores processos disciplinares, (relativos à tal conduta blá blá e à imagem blá blá), e quando menos se espera, tá lá! o bicho do facho.(facho, fachismo, heill, ...)
e assim, surgem estas noticias:
"As funcionárias da Loja do Cidadão de Faro, inaugurada a 3 de Abril, foram proibidas de usar saias curtas, decotes, saltos altos, roupa interior escura, gangas e perfumes agressivos"
“Esta acção incide sobre várias matérias e, em particular, sobre o que deve constituir um atendimento de qualidade, que ajuda ou prejudica o relacionamento com os cidadãos”, justificou Maria Pulquéria(credo!) Lúcio, vogal do Conselho Directivo da agência, ao jornal."
vou-me vacinar, embora também esta vacina não esteja incluida no plano nacinal de vacinação.

3 comentários:

Maria disse...

Só por causa disso, e solidária com as "quelegas" de Faro, na próxima semana lá vou tar eu de saia a rondar as "nalgas", camisa branca aberta,vá, até ao umbigo, sem casaco (mesmo que ainda não seja Maio) e de roupa interior preta de rendinhas e lacinhos e de salto agulha 10 cm. Quero ver alguém se queixar do atendimento, quero, quero......

Piriboy disse...

Apocalipse 8:12
"E o quarto anjo tocou a sua trombeta, e foi ferida a terça parte do sol, e a terça parte da lua, e a terça parte das estrelas; para que a terça parte [da luz] deles se escurecesse, e a terça parte do dia [em si] não brilhasse, e [ficasse com sua luz] semelhantemente [como] a noite."

Aos poucos aproxima-se. Não o fim do mundo, mas o fim do encanto que algum dia existiu entre humanos. Falávamos ainda ontém da liberdade e das liberdades. Pois... a liberdade está morta. Parece que vivem apenas, e longamente, as liberdades.

Deixa-se fazer tudo a quem paga. Não se deixa fazer nada a quem faz alguma coisa.

Caminhamos para uma aniquilação do que nos faz humanos, e ignoramos que com regras por demais estabelecidas acabamos por minar nós mesmos o terreno onde poderíamos chegar mais longe.

Mas diz que o "outro" é que tem razão, é que não pode ser prejudicado, porque é ele quem paga os impostos. Pois eu também pago impostos. E nem por isso decidi me transformar numa daquelas pessoas que esquecem os seus deveres em função da exaltação dos seus direitos.

Direitos? Isso anda mas é tudo do avesso.

PIRII disse...

já ouviste dizer?